27/06/2009

MEDITAÇÃO INICIÁTICA




O método indicado por Sri Ramana é a prática da meditação. Ela se constitui num treinamento para que sintamos profundamente e cada vez mais nossa verdadeira essência. Bhagavan Sri Ramana recomendava que meditássemos diariamente, sentindo o lado direito do peito, ao qual ele chamou o centro da caverna-coração, onde se reflete a eterna consciência do cosmo. O centro da caverna coração é o lugar de onde surge toda procura da Luz. A luz da consciência flui dele para o cérebro e depois para o corpo inteiro.

Concebendo idéia de meditação em todas as ocasiões do dia, ela continua se processando de maneira constante. Esse é o verdadeiro treino que levará automaticamente à conscientização do Divino Ser. A meditação não é apenas um exercício a ser praticado. Na meditação recebe-se uma carga de nova luz e bênção. Quando se sente o sabor dos frutos dessa prática espiritual, todas as deficiências desaparecem, vivendo-se, assim, no estado natural de ser. A meditação tem como objetivo eliminar a ignorância espiritual. E como a meditação é nosso estado natural de ser, todos nós temos a tendência de repudiar a ignorância. No entanto, por que o homem sofre? Porque ele confunde o Ser Supremo com o ego profano e com a mente pensante. O fato de você fazer perguntas sobre o Ser Supremo, sem perceber que você é o próprio Ser , prova que sua meditação ainda não está estabelecida e que suas faculdades sensoriais ainda predominam. Com a insistência nas práticas espirituais permanecerá apenas o fluir natural da eterna paz.



Livro: Ramana Meu Mestre.
Sri Maha Krishna Swami.

21/06/2009

AS VIRTUDES DIVINAS





As virtudes divinas são meios de se viver de acordo com as Supremas Leis Universais. Uma virtude atrai outras virtudes. Da mesma forma os apegos geram cada vez mais sofrimentos. Quem vive as reais virtudes divinas nunca deseja ser louvado; porém aquele que se apega às expressões do ego profano não suporta ser desprezado.

A mente pensante acalma-se diante da virtude da humildade, da paciência, da pureza de coração... Assim, é possível amar sem querer ser amado. Bem-aventurado é aquele que verdadeiramente ama e não deseja ser amado.

Quando o homem decide-se a viver de acordo com as virtudes divinas, ele suporta com alegria todas as aparentes tribulações que lhe apareçam. Ele vive em humildade todos os dias, sem envolver-se com nada e ama a todos os seres, sem exceção.

Aquele que segue o caminho da auto-realização espiritual liberta-se do jugo do ego profano e em suas ações se refletem as virtudes divinas que são o verdadeiro sentir espiritual. Nesse caminho vive-se a Lei Suprema, a lei do Ser Eterno, a plena autolibertação.

Enquanto o homem viver preso à limitação das formas e assediado pelos desejos, não poderá conduzir-se a tudo aquilo que é útil e verdadeiro, e assim nunca se conscientizará de sua real identidade, que é divina.

Sábio é aquele que executa suas tarefas sem apegar-se aos frutos de suas ações. Não é agressivo, não alimenta idéias de vitória ou derrota. Está sempre em paz, pronto para agir no momento exato, conforme a determinação das Divinas Leis Universais. Ele transmite ensinamentos sem usar palavras, pois essa é a forma mais efetiva de comunicação. Suas ações determinam perfeição. Ele produz sem apropriar-se de coisa alguma porque possui a virtude do desapego. Tem como base o Amor Universal, onde desaparece o sentido do observador e do fato observado, restando apenas um estado de participação.



Verdade Suprema
Sri Maha Krishna Swami.

17/06/2009

SER LIVRE

Ser livre não é viver na mata, na montanha, junto à natureza, pensando que pelo simples fato de buscarmos a libertação na natureza exterior nos virá a paz. A natureza é um reflexo da Criação. Somente quando nos sintonizarmos com o Criador é que conseguimos ver o Divino manifestado em cada partícula da Criação.




Palavras De Sabedoria.
Sri Maha Krishna Swami.

14/06/2009

A PAZ SUPREMA




A força da Justiça Suprema
Está chegando.
É hora da grande sintonização
Com o divino.
Unamos nossas forças
E formemos a Comunidade Perfeita,
A Comunidade dos seres
Que vivem em harmonia
E amor supremo,
Conscientes do Divino Ser.

Transcendendo tudo
O que conduz ao efêmero,
Sintamos que somos um
E que toda manifestação
É ilusória,
Apenas veículo
De conscientização.

Usamos a intuição pura,
Esqueçamos o tu, o eu e o ele.
Como divinos que somos,
Sintamos só a Força Suprema.

Esquecendo as vozes de ira,
Sigamos os sagrados ensinamentos
Dos Mestres da Grande União Universal.
Escutemos a intuição pura.
Intuição que,
Pelo seu poderoso agir,
Nos guiará em direção
À Verdade Suprema.

Que o mundo inteiro seja
O lugar da Comunidade Perfeita.
Onde não haja maiores
Nem menores,
Onde brilhem a compaixão
E a devoção supremas,
E onde, todos unidos,
Se purifiquem através dos mantras,
Formando um só som que transcenda
A inconsciência espiritual
E o ego profano.

A força da Justiça Divina
Está chegando.
É hora de submissão,
De meditação
E de agir.
A paz suprema deve ser
O objetivo da humanidade.

Cada ser deve compreender
Que a paz está nele,
E deve começar a depurar-se,
Arrancando de si
A inconsciência espiritual,
O egoísmo e a ambição
Que o afastam da Verdade Divina.

O homem deve formar um colar
Onde cada conta seja parte
Da Comunidade Perfeita,
Onde haja um só ideal,
Respeito e amor
Por todos os seres vivos,
Onde haja o esquecimento
De si mesmo
E onde haja a ação de doar.

O trabalho deve tornar-se
Uma ação natural,
Cada um doando de si
Virtudes e habilidades,
Brilhando em cada rosto
A Luz Suprema,
Expressando harmonia
E todas as virtudes divinas.

Só assim reinará
A paz suprema.



Livro: Maha Gita purusha do Bem-aventurado.
Sri Maha Krishna Swami.

11/06/2009

OLHOS DE JUSTIÇA

A noite lava este planeta
Como uma chuva forte,
Intensa de libertação.
É preciso esquecer
O quotidiano,
Aniquilar a mente pensante
E deixar
Que eu penetre.

Por que esse abandono
De noites molhadas,
De chuvas que choram,
De madrugadas
Que não despertam?

Se os vossos poros
Pudessem dilatar-se
Para um eterno...
Um pouco de infinito...
Voltai-vos o coração para mim.
Posso penetrar
Entre os braços das árvores,
Penetrar todos os silêncios,
Acalmar todos os segredos,
Apagar todos os mistérios.
E purificar
Esses sonhos
Que não são.

Posso tirar
Um pouco as coisas
Que nunca existiram...
Eis a minha
Infinidade de mãos...
E olhos de justiça,
Paz e amor universal.
Não posso sorrir o cansaço
De todos os que não viveram.




Maha Gita purusham do Bem-aventurado.
Sri.Maha Krishna Swami

07/06/2009

O Mundo

Se nós progredirmos, o mundo também progredirá. Ninguém lhe pediu para fechar os olhos ao mundo. Se você achar que é o corpo, o mundo lhe aparecerá como exterior. Mas quando você se identifica com o Ser, o mundo lhe aparece como Brahman. É errado imaginar que há o mundo, que nele há um corpo e que você é esse corpo. Se a verdade for conscientizada, o universo e o que fica além dele será descoberto como estando somente no Ser. O mundo de ver varia segundo o olho da pessoa. A visão vem do olho. Se você vir com os olhos densos, você encontrará outros seres densos. Se vir com olhos sutis, os outros parecerão sutis. Nada mais há para se ver diferente do Ser. Sem conscientizar-se do Ser Supremo, não há razão para compreender o mundo. Sem a autocompreensão, a compreensão do mundo torna-se sem significado. Mergulhe profundamente em você mesmo, no lado direito do peito, e veja o mundo através dos olhos do Ser Supremo.





Livro: Ramana Meu Mestre.
Sri Maha Krishna Swami.

01/06/2009

A mente opressora



A mente é, por natureza, inquieta, impermanente, transitória, enquanto que você é eterno. Torne-a submissa à vontade suprema. Isso é feito neutralizando-se em relação ao mundo externo e removendo os obstáculos à serenidade mental. A agitação da mente enfraquece a pessoa porque é um gasto de energia sob a forma de pensamentos. É preciso eliminá-los através da procura do Ser Supremo. Com a prática da meditação constante isso se torna possível.

Conscientizando-se do Ser, não haverá mais mente para se controlar. Se a prática da meditação for mantida firmemente, a mente acabará sendo neutralizada e destruída. Quando ela desaparece somente o Ser é percebido. É suficiente que você se conscientize do Ser.



Ramana Meu Mestre.
Sri Maha Krishna Swami.