28/07/2012

SINTONIZAÇÃO E HARMONIA

Devemos serenar o corpo físico, os sentidos e entregar ao falador silencioso, no lado direito do peito, todas as nossas expressões grotescas e temporárias para nos sintonizarmos com a Eterna Consciência do Cosmo e a Sublime Pulsação.

Devemos sintonizar o físico, a mente e os sentidos com a pulsação constante da Natureza para entrarmos em harmonia com todas as coisas da criação mesmo que elas sejam temporárias. Devemos estar em harmonia com todas as coisas que nos rodeiam, pois todas elas, animadas ou inanimadas, são semelhantes a nós.

A Força que faz crescer a árvore de tronco sadio, grosso, forte, que faz com que ela floresça e dê fruto é a mesma que nos movimenta. O homem causou desequilíbrio total. Desarmonizou tudo e não consegue viver em harmonia com as coisas que rodeiam e muito menos com seus semelhantes, quer dizer, da mesma espécie, porque todas as coisas são semelhantes a nós. Se é a mesma Força que movimenta todas as coisas, então não há diferença em nenhum dos planos de evolução em qualquer reino da natureza.

Atacar qualquer ser vegetal, animal, ou mineral é atacar nós mesmos. Eles também são uma Força. Se entrarmos em harmonia, eles nos ajudam na evolução, mas se nós atacarmos essas forças da natureza, elas se voltarão contra nós.

O homem poderia viver simples e calmo, sem alterar essas coisas. Então ele seria feliz, porque estaria em harmonia total. Ele vê uma mata verdejante e logo a ataca, põe fogo, corta-a, expulsando os filhos das matas. Os animais e as aves ficam sem abrigo. Surge, então, o desequilíbrio.




Fonte: Verdade Suprema
Sri Maha Krishna Swami

13/07/2012

BUDDHAN SARANAM GACCHAMI




O ensinamento do Budha baseia-se na descoberta de que todo o sofrimento humano está relacionado com a dor causada pelos ciclos imensos de nascimentos e mortes. É possível anular-se esse ciclo de nascimentos e escapar aos sofrimentos da vida mundana quando o homem anular em si próprio toda influência que o ego e a mente exercem sobre ele. A primeira causa do sofrimento nasce do desejo de coisas transitórias; a segunda causa consiste na falta de domínio que o homem tem de si mesmo; e a terceira causa é a ignorância que ele tem de sua própria essência. Mas há o caminho que conduz a serenidade, ao autoconhecimento e à perfeita paz. Ele caracteriza-se pela extinção da sensação de individualidade no homem, que acredita possuir uma personalidade, um ego, uma mente. Por meio do ego e da mente vive-se no sofrimento, mas aniquilando-os, vive-se no estado de bem-aventurança do Ser Eterno, porque já o somos em essência. Assim não se deve seguir esse caminho de sofrimentos para não se viver na ociosidade, na lei do mal, no falso ensinamento. O homem que segue ensinamentos falsos alimenta motivos para sua própria destruição. Por isso, deve-se seguir a Lei Suprema para se viver na perfeição, e quem transgride essa lei, não há mal que não consiga praticar.


Fonte: Verdade Suprema
Sri Maha Krishna Swami