30/04/2017

Deve-se desenvolver o verdadeiro amor no coração. Purifiquem seus corações para que a força do Bem-aventurado Ser habite nele. Não ocupem o coração com as impurezas do mundo, mas antes deixem um espaçoso lugar para a divina e majestosa auto-refulgência do Ser. O coração do homem está cheio de desejos veementes e a sua avareza aumenta a cada instante. Onde então há lugar para que o Ser repouse?




Fonte: livreto - Palavras de Sabedoria
                           Sri Maha Krishna Swami

14/04/2017

Felicidade: o estado natural de ser.

P. Como obter a felicidade?


R. A felicidade não é um estado a se atingir. O desejo de felicidade vem do sentimento de insatisfação. E isso pertence ao ego. Para se obter a felicidade, não é preciso conquistar algo novo, mas apenas livrar-se da ignorância, que faz crer na infelicidade. A vítima dessa ignorância é o ego. Ao destruir-se o ente ego é que a felicidade perfeita aparece naturalmente.

Muitas pessoas procuram a felicidade em novas aventuras, descobrindo novas regiões, encontrando objetos raros e curiosos. Tudo isso lhe desperta grande paixão. Mas onde elas podem encontrar a felicidade? Nelas mesmas e em nenhum outro lugar. Não é preciso procurar a felicidade fora do Ser.

Todos têm o desejo de ser felizes, protegidos de todo sofrimento. Procuram também se livrar de todas as doenças do corpo e, a seu próprio modo, conservar um grande amor, sem o qual creem 
não ser possível a felicidade. No sono profundo, ainda que tudo tenha desaparecido, cada um tem a experiência da felicidade. Entretanto, devido à ignorância de sua verdadeira natureza, os homens preferem agir de acordo com a crença errônea de que o caminho da felicidade consiste em obter prazeres terrestres e celestes. O prazer que termina em dor é ainda a infelicidade, e o homem sábio prefere evitá-lo. As modalidades do prazer são a busca do objeto do desejo não satisfeito e a alegria de possuir o que se deseja.





Fonte: livro - Ramana Meu Mestre.
                       Sri Maha Krishna Swami.
 

07/04/2017

OS PACIFICADORES

Bem-aventurado os pacificadores porque são um com o Cristo Universal. Os verdadeiros pacificadores não são aqueles que só falam de paz, mas nada faz para que ela exista. Nem são os mediadores entre as pessoas ou grupos em discórdia, mas sim aqueles que permanecem firmes nos seus propósitos espirituais e estabeleceram em si a harmonia e a paz suprema. Jamais alguém pode pacificar os outros se antes não pacificou a si mesmo. O ego profano é o pior inimigo do homem. Ele é o criador de todo o mal e desarmonia. O ego reside na limitação da própria mente pensante. Quem domina o ego profano pela força do Ser Supremo torna-se um pacificador. 







Fonte: livro -

SER
                       Sri Maha Krishna Swami