30/06/2012

O EGO PROFANO

De nada adiante qualquer forma de meditação se o adepto não for iniciado e orientado pelo Mestre que é UM com o Ser. Não se deve deixar atrair por este ou aquele mestre, ou por este ou aquele círculo, pois, uma vez que recebeu prova de que está em contato com o Ser Supremo, este iluminará o seu caminho e, seguindo-o, não mais poderá errar.

A realidade não sofre limitações. É o ego que a identifica falsamente com corpos ou invólucros, assim provocando a aparência de limitação, mas as limitações existem apenas no ego. A força do discípulo consiste em não estar sujeito a ser distraído pela multiplicidade de pensamentos que usualmente surge e lhe dissipa as energias. É inquestionável que apenas um discípulo forte pode alcançar o objetivo, nunca um discípulo fraco e desequilibrado.

Não se pode compreender o Ser através da mente, pois a faculdade mental que compreende é o intelecto. O intelecto não pode compreender a perfeita harmonia porque nunca pode chegar a senti-la. Se o fizesse, deixaria de existir. O estado natural, o Ser Supremo, está além do intelecto. A experiência direta é o único meio de senti-lo. Intelectualmente podemos conhecer apenas o que o Ser não é, jamais o que ele realmente é.

A utilidade do intelecto é limitada por ser a ignorância a sua origem. Aos que se contentam em permanecer sujeitos a ela, o intelecto lhe serve muito bem em tudo o que fizerem com ele, pois é excelente instrumento ao serviço da ignorância.



Fonte: Verdade Suprema
Sri Maha Krishna Swami

23/06/2012

JAMAIS ANALISE O MESTRE

A ignorância é como uma
Vasilha fechada sem ar;
Aqueles que estão dentro
Não podem meditar
Nem devocionar o Som Divino.

A semente da sabedoria
Não pode germinar e crescer
No espaço sem ar.
Para viver e escolher experiência,
Um discípulo precisa de espaço
e profundidade
E um Mestre que o guie
No caminho direto da autoconscientização.
Jamis procure algo no reino da ilusão,
Antes, erga-se acima dela,
Busque o Eterno e Imutável Ser.
Sempre evite as falsas sugestões
Das fantasias.


Fonte: O Homem de Aquário
Sri Maha Krishna Swami

03/06/2012

A MEDITAÇÃO

A meditação é o único caminho que possuímos para eliminar a nossa ignorância espiritual.
A ignorância espiritual é grande nesse planeta e por isso nós, os maha-iogues, nos reunimos a fim de trazer o caminho da autopesquisa.
A autopesquisa espiritual é necessária a todos os homens, porque lhes traz a consciência do divino, a verdade universal, a luz que governa o mundo. Tudo isso deve ser conhecido, sentido, vivido e realizado. Para realizar esta verdade, precisamos eliminar a mente pensante, dissolvê-la no Ser Universal. Devemos despertar a autoconsciência serenando o ego profano ante esta consciência.
É este o caminho direto ensinado pela maha-ioga - esquecer o ego e descobrir o Ser Universal, não como um ser descobrindo o outro, mas pela autoconsciência desse mesmo ser.
Esta consciência é pouco frequente e imperfeita, mas, pouco a pouco e constantemente, ganha força, até que, finalmente, o Ser Universal é alcançado. Por isso, sempre recomendo: deveis esforçar-vos por praticar em lugar de discutir tais assuntos.
Bhagavan Sri Ramana, que, pela graça do Cristo universal, manifestou-se entre nós, dizia:
"Deveis vos esforçar por conseguir experiência e não buscar localiza-la. Um homem não precisa saber onde estão os seus olhos a fim de enxergar. Se quiserdes entrar nele, o coração está sempre aberto para vós, apoiando os vossos movimentos, mesmo quando estiverdes inconscientes disso".
A pós algum tempo de prática de meditação maha-ioga, desperta-se uma corrente de consciência: a consciência do eu interior, no coração, que é o Ser Universal e que nunca é afetado pelo bem, nem pelo mal, nem pela fortuna, doença ou saúde. Esta consciência deve ser desenvolvida através de um esforço constante, aumentando-se a sua frequência, até que ela exerça influência contínua sobre toda a conduta diária. Daí em diante, só basta que se evite a interferência do egoísmo, aprofundando-se, assim, mais e mais, na enorme paz que está além de toda a compreensão terrestre. E isto se fará até que o ego seja consumido, permanecendo para sempre a realização do ser.
A própria essência da meditação determina que não pode haver resposta mental ou verbal, pois o ser interior transcende não só a mente e o ego profano, mas também as palavras. O ego procura o que existe antes de sua origem e além da sua fonte. Mas uma vez encontrada, essa resposta devora o ego.



Fonte: Planeta especial - Maha Ioga A Verdade Universal
Sri Maha Krishna Swami